Doenças Crônicas e Disfunção Erétil – Principais Causas e Tratamentos

Vários estudos têm demonstrado que os pacientes com risco vascular podem desenvolver disfunção erétil. Se estes fatores de risco não são corrigidos, a doença vascular avança e pode ocorrer um infarto do miocárdio e doenças vasculares no cérebro, no coração e em todas as artérias do organismo.

disfunção erétil viagra natural

Neste sentido, é muito importante saber que a disfunção erétil pode ser um “sinal de alarme” que nos avisa que as artérias estão se fechando. Quando um paciente apresenta disfunção erétil deve consultar para prevenir doenças do coração.

Existem fatores de risco vascular como hipertensão arterial, diabetes, tabagismo ou o aumento do colesterol que produzem lesões progressivas em todas as artérias do corpo. As artérias do pênis são menos diâmetro do que as artérias coronárias que irriga o coração e, muitas vezes obstruem inicialmente, as artérias do pênis.

Onde Tratar a Disfunção Erétil?

Se você acredita que tem problemas de ereção, deve consultar o seu médico. O médico de família pode oferecer-lhe uma orientação inicial. O médico mais aconselhável para tratar a disfunção erétil é o urologista especialista em medicina sexual.

Quais exames são realizados para diagnosticar?

Um urologista especialista em medicina sexual pode diagnosticar e tratar uma disfunção erétil com poucas provas. O diagnóstico e o tratamento devem ser individualizados, ou seja, personalizados para cada paciente e seu parceiro.

Uma boa história clínica (entrevista), realizada por um profissional experiente neste campo, é a chave do diagnóstico. Esta boa história clínica, juntamente com o condicionamento físico adequado, nos indica o tipo de impotência e a causa.

Além disso, nos permite avaliar o impacto psicológico que a impotência produz sobre o paciente e seu parceiro. A entrevista com o paciente deve ser realizada em um ambiente calmo, sem pressa, e é muito importante analisar as expectativas e motivações.

Testomaster

A partir de sua história clínica, o urologista especialista solicitará os exames de sangue mais adequados para cada paciente. Se a disfunção é acompanhado de uma diminuição do desejo sexual, é aconselhável o uso do testomaster e realizar uma determinação de testosterona no sangue.

No Instituto de Urologia e Medicina Sexual esta avaliação básica (história, exploração e analítica) nos permite informar ao paciente que a causa de seu problema de ereção e oferecer-lhe o tratamento mais adequado.

Dispomos na nossa consulta de um equipamento de ultra-som e o efeito doppler, que permite-nos realizar um estudo detalhado dos vasos sanguíneos do pênis (eco-doppler dinâmico). Com esta técnica podemos avaliar o fator arterial (sangue que entra) e o fator veno-oclusivo (sangue que escapa). Este estudo eco-doppler é fundamental para distinguir entre causa psicológica e orgânica.

Em poucos pacientes, especialmente em jovens, é necessário recorrer a testes muito específicas.

O que tratamentos para impotência sexual existem?

Viagra Natural

Atualmente, existem várias opções terapêuticas, como o uso do viagra natural para os casos menos graves. O tratamento com viagra natural deve ser personalizado e as soluções são melhores quando se conhece a causa e é possível agir sobre ela.

viagra natural

Em pacientes com impotência de origem psicológico é fundamental um acompanhamento psicológico para falar de disfunção erétil, com ele e com o seu parceiro e ajudá-los a superar o problema. É muito importante acalmar e diminuir a tensão no relacionamento do casal. Se existe uma depressão ou um problema psicológico acusado pode ser necessário um tratamento médico.

Xtrasize

Nos pacientes com disfunção erétil hormonal, existe um déficit de testosterona e respondem muito bem a um tratamento com xtrasize aumenta mesmo a produção natural deste hormônio. Atualmente, em pacientes com déficit de testosterona, podemos gerenciar este hormônio em forma de gel, patch ou injeção.

Em pacientes jovens com disfunção erétil arterial, devemos realizar um eco-doppler peniano focado em uma microcirurgia de revascularização peneana.

Em pacientes com fatores de risco vascular (hipertensão, colesterol, tabagismo, diabetes) devem ser corrigidos estes fatores, para evitar que desenvolver uma doença cardiovascular grave (infarto do miocárdio, arteriosclerose, etc…). A correção desses fatores, melhora os problemas de ereção.

Existem diferentes tratamentos para pacientes com disfunção erétil. Deve considerar cada paciente o tratamento mais apropriado para o seu tipo de impotência sexual, começando inicialmente, os tratamentos mais simples.

Saiba mais em: www.mhariolincoln.jor.br/turbinando-o-desempenho-sexual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *